Arquivos diários: 17/09/2012


Edital para o projeto gráfico do INAD 2013 está online

A coordenação nacional do Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído em conjunto com a Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás (UFG) tornam público o seguinte edital e convidam os interessados a apresentarem propostas  para o projeto gráfico do INAD 2013 que acontecerá no dia 24/04/2013 com o lema “Quem comparilha o ruído, compartilha perigo”.

Propostas serão recebidas até 01 de novembro de 2012 através dos emails inadbrasil@inadbrasil.org e stephan.paul@eac.ufsm.br

A premiação é um fone da AKG/Harman e um livro da editora Rosari

Confira o edital aqui.


Bolsa de Desenvolvimento Científico e Tecnológico da ABA

EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA BOLSA DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DRA. IEDA CHAVES PACHECO RUSSO

 

A Academia Brasileira de Audiologia (ABA), situada na Rua Itapeva, 202 conj. 61, São Paulo – SP, CEP 01332-000, informa que estão abertas as inscrições para a Bolsa de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Dra. Ieda Chaves Pacheco Russo.

Esta Bolsa tem por objetivo incentivar jovens talentos na elaboração de projetos de pesquisa, orientados por pesquisador qualificado.

Em 2012 será disponibilizada 01 (uma) Bolsa, exclusiva para associados da ABA, que sejam estudantes de curso de graduação em Fonoaudiologia no Brasil devidamente reconhecido pelo MEC.

A inscrição dos candidatos e o envio dos documentos necessários deverá ocorrer até o dia 31 de outubro de 2012.

A divulgação do resultado ocorrerá em fevereiro de 2013.

Consulte todas as orientações e regras gerais desta Bolsa no arquivo anexo (clique aqui).

São Paulo, 17 de setembro de 2012.

Profª Drª Katia de Almeida
Presidente da Academia Brasileira de Audiologia

Profª Drª Alessandra Giannella Samelli
1ª Diretora Secretária


Obras de fundação de prédio em Santos tiram sossego de moradores de áreas vizinhas

de Jéssica J. Lins de Souza
Segundo matéria na TV Globo além dos altos níveis de pressão sonora que causam transtornos à vizinhança, a vibração causada pelo bate-estacas tem deixado os moradores bastante assustados, principalmente os que moram em prédios mais antigos.
Segundo relato de uma das moradoras, as atividades de estaqueamento começam antes das 8h, horário proibido por lei municipal. Por outro lado, o engenheiro técnico da construtora diz que as atividades são feitas em horário legal e que quaisquer danos à vizinhança serão investigados e compensados.
A Prefeitura, por sua vez, promete que técnicos da Secretaria de Meio Ambiente farão a fiscalização do local e, caso necessário, o órgão exigirá a paralisação da obra até segunda ordem.
A questão agora é se as medições são feitas de forma correta e se os fiscais tem os equipamentos adequados para medção, pois trata-se de ruído impulsivo.