3o World Listening Day – Happy Birthday Murray Schafer


The World Listening Day, visão de uma sonhadora

de Daiane Lechini

Nada mais conveniente para os apreciadores do trabalho do compositor canadense Murray Schafer que a comemoração de seu aniversário de 79 anos com o World Listening Day ( em português, Dia Mundial da Escuta). Organizado pelo World Listening Project o World Listening Day tem por objetivo transmitir a consciência da ecologia acústica através de diversas atividades, principalmente aquelas relacionadas à ideia de Schafer de preservar paisagens sonoras. SoundWalks são comumente realizadas, e inclusive no Brasil um Sound Walk será organizado hoje por Renata Roman do Ateliê Sonoro em São Paulo/SP no Parque da Água Branca (portão principal) com início às 19:45h. Quem deseja participar, envie uma mensagem para ateliesonoro@gmail.com confirmando sua presença.

Mais que um dia de comemoração, acredito que The World Listening Day seja um dia de conscientização da sociedade a respeito da ecologia acústica, principalmente em conjunto com o INAD, procurando tornar o mundo um lugar menos ruidoso e mais musical. Sons são onipresentes em nossa vida, podendo ouvi-los ou não. Eles dão cor e vida aos ambientes e fico imaginando o quão triste seria a vida sem música.

Acostumados infelizmente, a conviver com poluição sonora, encaramos o silêncio como um momento de redenção ou até mesmo uma utopia, e isso pode ser comprovado com o INAD -durante aqueles 60 segundos que fizemos silêncio. Mas melhor que o silêncio, são os sons agradáveis, aqueles que nos confortam, nos relaxam e nos divertem, sons que lembram da nossa infância ou uma banda que escutávamos na adolescência. Como afirma  Murray Schafer em seu livro “O Ouvido Pensante”: […] “O som corta o silêncio com sua vida vibrante. Não importa o quão suave ou forte ele está dizendo: “Estou vivo”. O som, introduzindo-se na escuridão e esquecimento do silêncio, ilumina-o.”

Então, neste World Listening Day, convido vocês para uma viagem experimental no mundo dos sons, mergulhando na paisagem da sua cidade, incentivando suas orelhas e o seu cérebro a conhecer novas sensações enriquecendo assim, a sua “bagagem sonora”, tenho certeza de que isto deixaria Murray Schafer muito satisfeito, depois de dedicar tantos anos de sua vida ensinando pessoas a perceberem o quanto escutar é maravilhoso e que somos capazes de influenciar ativamente o lugar onde moramos o que é comprovado com a Soundscape de onde vivemos.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *