O som que faz o silêncio


Uma bela coluna sobre a paisagem sonora típica nas cidades suiças.

de Karina Arruda, jornalista e consultora de marketing e inovação. Casada, mora em Lausanne, na Suíça, onde se prepara para o mestrado em Ciências Sociais

.… comecei a observar com mais cuidado: as ruas esvaziam mais cedo, todos falam mais baixo, as pessoas se recolhem aos seus lares mais rapidamente e percebi que o barulho, se existir, fica abafado por um silêncio intermitente. No meu prédio, ouço portas abrindo e fechando. Vozes, raramente. No transporte público, as conversas são quase sussurradas e o silêncio chega a ser embaraçoso. Adicionando que ônibus, trens e metrô aqui quase não emitem nenhum som, enquanto no Brasil temos que praticamente gritar quando o motor de um ônibus lotado concorre com a nossa voz. O som da cidade tem barulho de carros e gente. Lembrando que os carros passam por um controle anual para regular nível de emissão de ruídos e o vai e vêm das pessoas nas ruas em nada lembram a hora do rush nas calçadas da Avenida Paulista. ….

Confira o texto na íntegra

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *