Confira os resumos das atividades realizadas no INAD 2011


Confira os resumos das atividades realizadas em alguns estados

DF

No Distrito Federal, várias ações foram desenvolvidas na semana antecedente ao INAD e também no dia 27 de abril, dentre as quais destacamos algumas, que estão descritas a seguir. Os alunos do Curso de Física da Universidade Católica de Brasília, que estão matriculados nas disciplinas de Estágio Supervisionado, sob a coordenação da professora Roseline B Strieder, durante os meses iniciais deste semestre planejaram várias atividades sobre o tema, como palestras, conjuntos de aulas, sensibilização, as quais foram desenvolvidas durante a semana e também no dia 17/04.  Estes eventos ocorreram em Escolas de Ensino Médio da rede pública do Distrito Federal. Atividades como a fixação de cartazes, minuto de silêncio, conversa com os alunos sobre o tema, foram desenvolvidas nas seguintes escolas da rede particular do DF: Centro de Ensino Católica de Brasília, Leonardo da Vinci,  Colégio Notre-Dame. Nas Instituições de Ensino Superior do DF: Universidade Católica de Brasília (UCB), Universidade de Brasília (UnB), Centro Universitário – UDF, UNIP (DF), UNIPLAM, FACITEC, IESB, foram fixados cartazes e houve distribuição de folders. A atividade realizada na Praça do Relógio, em Taguatinga, teve repercussão em jornais locais, como o Correio Brasiliense e Jornal de Brasília, além de uma reportagem para o jornal local de uma rede de televisão, a qual segue o link.

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1495812-7823-REGISTRADAS+DENUNCIAS+DE+POLUICAO+SONORA+NOS+PRIMEIROS+MESES+DESTE+ANO,00.html

 

GO

Em Goiânia, tivemos o minuto de silêncio no Shopping Araguaia com 30 pessoas entre alunos, professores e profissionais. Ocorreu a distribuição de folders de forma educativa explicando questões dos efeitos da poluição sonora na saúde auditiva. Na escola Interamérica, ocorreu uma conversa (20/04) e o minuto de silêncio com crianças de 2 a 10 anos. Na conversa, as crianças levantaram questões sobre os headphones, o efeito do ruído nos animais, o funcionamento do analisador de ruído apresentado. Uma criança relatou que sentiu dor de ouvido quando viajou em avião a hélice motor e outra comentou que na França as pessoas recebem multa por falar alto na rua. No SESI, teve palestra realizada (28/04) por fonoaudióloga que distribuiu folder, divulgou a campanha, falou sobre a perda de audição causada pelo ruído e sorteou 3 exames auditivos.

Foto INAD 2011 GO 1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PB

No estado da Paraíba, as ações desenvolvidas se concentraram na cidade de João Pessoa, onde foram realizadas atividades de panfletagem e orientação à população, Blitz Educativa e triagem auditiva, sob coordenação dos professores Marine Rosa e Wagner Teobaldo, ambos da UFPB, com participação de alunos e professores do curso de Fonoaudiologia/UFPB, fonoaudiólogos colaboradores e agentes de fiscalização da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMAM) e o  apoio da Phonak Aparelhos Auditivos e da Treventos – EPI e Segurança do Trabalho. Foi realizada a panfletagem em três dos pontos mais movimentados da cidade, em conjunto com blitzes educativas realizadas pela SEMAM, com medição de nível de pressão sonora nas ruas. Foram realizadas quatro entrevistas alusivas ao INAD em emissoras de TV (afiliadas da Rede Globo, Rede Record e RedeTV), com os coordenadores estaduais da campanha e a Profª Luciana Pimentel (UFPB). A campanha continuará nas próximas semanas, quando será realizada a medição dos níveis de pressão sonora de academias de ginástica, com o apoio do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Urbana (UFPB).

 

RO

Rondônia registrou atividades na capital e interior. As ações foram diversificadas, de acordo com a demanda local. No aeroporto de Porto Velho, no prédio do Ministério Público do Estado, na Faculdade São Lucas e na construção da hidrelétrica do Rio Madeira em Jirau foi feito o ato simbólico do minuto de silêncio proposto pela campanha. Foram realizadas atividades educativas em instituições de ensino infantil e fundamental; estabelecimentos de lazer e entretenimento; repartições públicas; hospitais; clínicas; unidades básicas de saúde e demais locais com grande circulação de pessoas. As atividades foram desenvolvidas por alunos e professores de graduação em Fonoaudiologia da Faculdade São Lucas em parceria com policiais do Batalhão de Policia Ambiental, colaboradores da Clínica Limiar, do SESI e da Associação dos Fonoaudiólogos do Estado de Rondônia, além de funcionários do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente do Ministério Público de Rondônia e INFRAERO. A imprensa local fez ampla cobertura do evento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RS

Para celebrar o INAD, o RS contou com o envolvimento de instituições como a ABES, SENAC, Santa Casa, Serviço de Saúde Comunitária do GHC e CREFONO em suas ações. Os grandes executores dos trabalhos foram as universidades, por meio dos estágios (Fátima-Caxias do Sul, UFCSPA, UFGRS, UFSM, Ulbra-Canoas) e profissionais que se mobilizaram tanto na divulgação da data, quanto na orientação sobre o impacto do ruído na vida das pessoas, medições, atividades lúdicas e educativas.

Houve mobilização não apenas na capital, mas também em Canoas, Caxias do Sul, Dois Irmãos, Gravataí, Novo Hamburgo, Paverama, Santa Maria, São Francisco de Assis, Tramandaí, Viamão.

Foram realizadas atividades com professores, trabalhadores da indústria, obras, saúde e transportes, usuários do sistema único de saúde e privado, estudantes do nível fundamental ao superior, além da população em geral, por meio de programas de rádio e divulgação eo cartazes (patrocínio Audibel).

 

 

 

 

 

Orientação e divulgação de material informativo/folders aos alunos da Escola de Educação Profissional Fátima – Caxias do Sul-RS

 

SC

Neste ano a divulgação do Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído no Estado de Santa Catarina, ocorreu por meio de ações voltadas principalmente aos estudantes do ensino fundamental, médio, técnico e superior, e também com algumas ações educativas direcionadas aos trabalhadores das empresas.

Em parceria com órgãos públicos como Prefeitura Municipal, Secretaria da Saúde, Secretaria da Educação, Fundação Municipal do Meio Ambiente – FUNDEMA, Centro de Referência em Saúde do Trabalhador – CEREST, Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC entre outros e instituições/empresas privadas, foram realizadas diversas ações nas seguintes cidades: Florianópolis, Joinville, Itajaí, Pomerode, Pinhalzinho e Rio do Sul. As principais atividades desenvolvidas foram: distribuição de materiais educativos, orientações à população, caminhadas de conscientização, medições dos níveis de pressão sonora, realização do minuto de silêncio, gincana e exposições sobre poluição sonora, sorteio de brindes, entrevistas na mídia, palestras sobre os efeitos do ruído na saúde e contação de história sobre o tema “ruído” no ônibus de uma biblioteca móvel.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SE

A campanha do Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído 2011 foi divulgada tanto na capital, Aracaju, como no interior nas cidades de Estância, Itabaiana, Propriá, Lagarto, Itaporanga D’Ajuda, em distritos e povoados sergipanos. O INAD 2011 em Sergipe foi onde o povo está: feiras livres, ruas, unidades de saúde, escolas, igrejas, shoppings, universidades, restaurantes, pontos turísticos, terminais de ônibus, semáforos e tantos outros locais visitados pela caravana de alunos do curso de Fonoaudiologia da UFS (Universidade Federal de Sergipe), falando para todas as faixas etárias em cada canto desta terra que acolheu calorosamente (e de orelhas bem abertas!) as palestras, os 35mil marcadores de livros distribuídos, as mensagens nas rádios e TV locais com as palavras daqueles que acreditam num mundo onde se possa apreciar os sons sem prejudicar a saúde. Sergipe contribuiu para um dia sossegado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SP

A campanha do Dia Internacional de Conscientização sobre o Ruído, no estado de São Paulo, contou com a participação dos CERESTs, dos cursos de fonoaudiologia, de empresas de saúde do trabalhador. Seguindo o  lema deste ano  “não deixa o ruído invadir a nossa cidade’’,  diversas mídias apoiaram a campanha de conscientização da população brasileira sobre os efeitos do ruído na saúde e qualidade de vida, bem como a responsabilidade de cada um para reduzir os efeitos da poluição sonora. As ações  formam divulgadas em rádios, TV e jornais de grande circulação. Foram distriubuídos folders, Equipamentos de proteção auditiva, realizados programas educativos e o minuto de silêncio foi realizado em diferentes ambientes.

 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *